Tecnologia e experiência de marca: você sabe como usá-las?

by Rafael Pereira
0 comment

Um estudo revelou que profissionais de marketing querem experimentar com a tecnologia em eventos que realizam para as marcas, mas não sabem bem como.

Uma imagem contendo pessoa, interior, homem

Descrição gerada automaticamente

Quando se trata de projetos experimentais e de tecnologia emergente, a maioria dos profissionais de comunicação têm interesse em adotá-las em suas estratégias, principalmente por seu poder de apelo nesse momento no qual tecnologia está numa posição central. No entanto, eles ainda não tem certeza de como explorar esses universos, segundo um estudo de Brand Experience realizado pela AgencyEA.

É claro que a tecnologia pode agregar em experiências com a marca, mas precisa ser algo bem pensado, com um objetivo traçado e que exprima a mensagem que a marca deseja transmitir. Usar a tecnologia, pelo simples fato de usá-la, pode não ser a melhor escolha. E, muitos erram ao tentar ir na onda tech, sem um propósito definido, não atingindo as expectativas quanto ao retorno esperado, por causa de falhas de comunicação ou de estratégia.

Ao entrevistar 1000 profissionais de agências, revelou-se que 94% dos entrevistados acreditam que a tecnologia emergente – entenda-se aqui por ´´emergente´´ dispositivos de realidade virtual e aumentada, como inteligências artificiais e controles de voz – tem um impacto positivo em eventos, porém, menos da metade viu algum sucesso de fato ao utilizá-la. A pesquisa mostra que os profissionais de marketing lutam para provar o retorno sobre o investimento nesses casos,  ainda mais quando se trata de experiências com a marca. Mas, 80% afirma que conseguiram obter informações e Insights valiosos com os dados coletados na realização destes eventos, fazendo com que 38% considere essa uma das táticas de maior sucesso.

Mas é essencial ter em mente que as pessoas não querem ser simplesmente bombardeadas com experiências aleatórias, que não são relevantes para a marca, não importa quais sejam suas vantagens. Então, ao explorar o uso da tecnologia, deve ser algo que agregue valor à marca e que esteja alinhada com sua oferta de valor. Muitas empresas têm realizado eventos com blogueiros e influenciadores para mostrar um pouco da essência da marca, porém, com o intuito de que estes compartilhem com seus seguidores, gerando brand awareness.

Entretanto, também deve-se ter cautela ao envolver essas personalidades com o nome de sua marca. Devem ser escolhidos influenciadores que de certa forma personifiquem a marca, que tenham uma visão e valores semelhantes, que vão de acordo com os objetivos da empresa.

Porém, o que de fato faz a diferença para quem decide realizar um evento e utilizar essa tecnologia a seu favor é justamente a união dessas experiências com os influenciadores, que ampliam o alcance da ação através das Redes Sociais e atingem muito mais pessoas por um tempo muito maior do que a simples duração do evento.

Assim, ter força nas Redes Sociais é essencial, sendo esses eventos ações secundárias para agregar valor à marca. A tecnologia emergente é um atrativo, mas a tecnologia já popularizada não deixa de ser fundamental, ainda mais se a meta é criar uma profunda conexão com os consumidores. Só a junção desses fatores que permitirá isso.

You may also like

Leave a Comment