Do Digital para o Físico: Amazon e Alibaba expandem no varejo físico

by Rafael Pereira
0 comment

Como forma de atingir o consumidor analógico, que não abdica da loja física e ainda desconfia do universo digital, as gigantes do comércio eletrônico Amazon (americana) e Alibaba (chinesa) avançam fora do ambiente online.

Indo contra todas as previsões apocalípticas sobre o e-commerce, que previam no colapso das lojas físicas, o avanço das potencias Amazon e Alibaba no varejo físico surpreende ao conquistarem cada vez mais espaço entre os varejistas tradicionais.

O grande passo em direção ao mundo ”off-line” foi a aquisição da Whole Foods que a Amazon realizou no último semestre de 2017, sendo que a varejista americana de alimentos foi vendida por 13,7 bilhões de dólares. A empresa ainda abriu 13 livrarias em todo território americano, sem contar na incrível Amazon GO, a loja sem caixas, que basta você entrar, pegar o que quiser e sair, simples assim, graças à sua avançada tecnologia.

Uma imagem contendo pessoa, interior, mulher

Descrição gerada automaticamente

Rompendo a barreira que existe entre o mundo ”on” e ”off”, a gigante asiática Alibaba começou a abrir várias mercearias e pop-up stores, além de fazer parcerias com 600 mil lojas em todo território chinês. No futuro próximo, a empresa deve abrir um shopping de 5 andares, que já está sendo construído segundo o portal CBInsights.

Essa percepção de que o mundo digital não deve mais ser separado do físico e devem ter uma estratégia unificada foi destacada como essencial por Daniel Zhang, CEO do Alibaba Group, que disse à CBInsights:  “as lojas físicas desempenham um papel indispensável na jornada do consumidor e devem ser aprimoradas por meio de tecnologias baseadas em dados além de serviços personalizados”.

Assim, destaca-se a vantagem de integrar tecnologias e informações adquiridas sobre o consumidor graças ao Big Data com as lojas, e portanto, cada vez mais proporcionar uma experiência completa e simplificada para o cliente. Isso inclui o uso de IoT e Machine Learning, entre outras tecnologias que visam tornar o dia a dia mais prático e assim revolucionar a maneira de fazer compras.

You may also like

Leave a Comment